Venda de equipamentos para construção deve ter alta de 5% em 2013

2 minutos para ler

A comercialização de equipamentos para a construção deve crescer 5% em comparação a 2012. A previsão é de mais de 74,1 mil unidades vendidas contra 70,3 mil comercializadas no ano anterior. A informação é do Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção, elaborado pela Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração – Sobratema e divulgado em 13 de novembro.

Esse resultado decorre do crescimento estimado de 13% na comercialização de máquinas da linha amarela (terraplenagem e compactação) neste ano, com 33,3 mil unidades vendidas (novo recorde no setor, o anterior ocorreu em 2011) contra mais de 29,4 mil em 2012, e também do desempenho geral de outros equipamentos para construção, grupo formado por gruas, guindastes, compressores portáteis, plataformas aéreas, manipuladores telescópicos e tratores de pneus, que deve apresentar alta de 19% em 2013.

De acordo com Eurimilson Daniel, vice-presidente da Sobratema, o desempenho das vendas dos equipamentos para construção será menor que da linha amarela e das demais máquinas, principalmente por conta dos resultados dos caminhões rodoviários, que devem obter decréscimo de 7% nas unidades vendidas.

Em relação aos setores que utilizam máquinas para a construção, a área de infraestrutura responde pela maior parte dos equipamentos adquiridos em 2013, com 35 mil unidades, o que significa crescimento de 9,9% ante 2012. A construção civil é o segundo segmento em termos de vendas, com 28 mil unidades, que representa alta de 1,4% em comparação com o ano passado.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-