Novas soluções tecnológicas para processos produtivos

Nesta seção, estão reunidas as novidades em máquinas, equipamentos e sistemas que serão apresentadas na Feira Internacional de Máquinas Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura – Feimafe 2015, que acontece em maio, em São Paulo. Com os lançamentos antecipados na edição de abril, você tem a oportunidade de conhecer 117 soluções que serão apresentadas na mais expressiva feira de máquinas-ferramenta da América Latina. Por meio da Revista NEI, é possível se inteirar das tendências do setor metalmecânico, organizar sua visita à feira e proporcionar até mesmo àqueles que não puderem comparecer ao evento conhecer os novos produtos da área.

Números do setor de embalagens

O último Estudo Macroeconômico da Embalagem, realizado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas para a Associação Brasileira de Embalagem – ABRE, mostra valor bruto de produção de R$ 55,1 bilhões em 2014, aumento de aproximadamente 6,2% em relação ao número de 2013, passando de 1,07% do PIB em 2012 e 2013 para cerca de 1,9% em 2014. E a expectativa para 2015 é de que a produção totalize até R$ 58,2 bilhões. O nível de emprego na indústria de embalagem atingiu, em dezembro do ano passado, 227.321 postos de trabalho.

Brasileiros apostam na feira alemã para impulsionar exportações

Nesta época de alta da moeda norte-americana, as indústrias nacionais visam às vendas no mercado externo. Assim, a Indel Bauru, localizada em Bauru-SP, expositora da Hannover Messe desde 2001, se prepara para mais uma participação na feira que é o mostruário industrial do mundo e que em 2015 será realizada de 13 a 17 de abril. Segundo Thiago Francisco Xavier, representante do marketing da companhia, é importante para uma empresa brasileira estar na Hannover porque esse é um dos mais importantes eventos de tecnologia industrial do mundo. “Serve de vitrine para nós e outras nacionais que buscam ampliar a visibilidade no mercado internacional”, comentou Xavier.

Enfrentando desafios

Apesar de as perspectivas para o crescimento da indústria em 2015 não serem otimistas, podemos admitir que há muito tempo não temos um câmbio tão favorável, a economia norte-americana em expansão e o valor das commodities (metais) em queda.

Eletroeletrônica: setor deve receber R$ 28 bi de investimentos entre 2015 e 2018

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES estima investimento de R$ 28 bilhões no Complexo Eletrônico entre 2015 e 2018, o que representará crescimento real de 25,9% em relação ao montante aplicado de 2010 a 2013. O Complexo Eletrônico envolve a indústria eletroeletrônica, que engloba componentes eletrônicos, eletrônica de consumo, equipamentos eletrônicos e de comunicação, automação industrial e informática; e também a indústria de software e serviços de Tecnologia da Informação.

Bombas e motobombas em 2014, segundo a Abimaq

O faturamento nominal divulgado pela Câmara Setorial de Bombas e Motobombas – CSBM da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – Abimaq mostra que no acumulado de janeiro a agosto de 2014 houve aumento de 34% em relação ao mesmo período de 2013 e evolução da carteira de pedidos de 3%.

Setor em números

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – Abimaq, no primeiro bimestre, o consumo aparente apresentou retração de 1,3% sobre o mesmo período de 2013 em valores constantes e o faturamento teve queda de 3,8%. Ainda no bimestre, as exportações tiveram crescimento de 41,4% em relação ao ano anterior, observado em todos os setores, e as importações superaram em 0,26% o resultado de fevereiro de 2013, o que sinaliza, para a entidade, tendência de estabilização das importações e dos investimentos. Por fim, a balança comercial do período apresentou queda de 17,1% em relação ao anterior.

Cresce 6,74% produção de transformados plásticos em 2013

O setor de transformados plásticos totalizou produção de R$ 64,7 bilhões em 2013, com aumento nominal de 6,74%, abaixo do registrado pela indústria de transformação, de 7,82%, somando R$ 2,072 trilhões. A participação do setor nesse universo foi de 3,12%. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria do Plástico – Abiplast.