SKF inaugura sua primeira unidade no Centro Oeste

2 minutos para ler

A unidade brasileira da SKF, empresa especializada na fabricação de rolamentos, equipamentos de monitoramento e serviços industriais, acaba de inaugurar novo escritório em Três Lagoas (MS). A sua primeira unidade no Centro-Oeste faz parte da estratégia de regionalização dos negócios da companhia, que inclui proximidade com os clientes, principalmente aqueles do segmento de papel e celulose. “O Brasil é hoje um dos centros de referência em papel e celulose. Tanto que a maioria dos investimentos mundiais foi destinada à nossa região. Além disso, os maiores contratos da SKF estão aqui no Brasil”, avalia Marcos Abbud, gerente do segmento de papel e celulose da SKF na América Latina.

Com a abertura da unidade em Três Lagoas, a companhia pode atuar em duas frentes: suporte à rede de distribuidores autorizados e execução de serviços em manutenção industrial. No portfólio da empresa, estão rolamentos, correias, polias, acoplamentos e correntes. Além disso, a empresa oferece manutenção preditiva e proativa em sistemas rotativos.

Em 2012, a companhia já havia instalado escritório em Camaçari (BA) e em Macaé (RJ), ambas as regiões com forte atuação no segmento petroquímico. Já Três Lagoas (MS) marca a inauguração do primeiro escritório regional da SKF em 2013. Ainda neste ano, a fabricante de rolamentos pretende abrir um escritório em Belo Horizonte (MG).

Centro de pesquisa
Até o final de 2013, a SKF promete inaugurar um centro de inovação tecnológica em serviços, voltado para o setor de óleo e gás, na cidade do Rio de Janeiro. Será o quarto no mundo com esse perfil. Os outros três estão nos Estados Unidos, em Cingapura e na Escócia. A Arábia Saudita também receberá um centro como esse ainda neste ano.

A unidade brasileira deverá ser implantada na Ilha do Fundão, zona norte da cidade do Rio, mesma região onde companhias como Petrobras e Halliburton também têm centros de pesquisa e inovação. Inicialmente o centro terá cerca de 400 m² e contará com oito funcionários, podendo atingir 24 pesquisadores em dois anos.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-