Senai: curso técnico aumenta em 24% salário dos trabalhadores

2 minutos para ler

Segundo estudo realizado com profissionais formados no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai, um ano após conquistarem o diploma, os trabalhadores de nível técnico aumentam sua renda em 24%. Além disso, 72% dos ex-alunos conseguiram trabalho no primeiro ano após a formatura e possuem renda média mensal de 2,6 salários mínimos. “Os resultados reforçam a ideia de que o ensino técnico pode sim ser uma escolha para os jovens brasileiros”, diz Rafael Luchesi, diretor-geral do Senai.

A pesquisa também mostra que 73% estão ocupados em atividades relacionadas à área de formação (o salário médio desses profissionais é 19% maior em relação aos ocupados em outras áreas). O estudo consultou empresas onde os ex-alunos do Senai estão empregados e, segundo 72% dos supervisores entrevistados, profissionais formados no Senai são considerados melhor capacitados na comparação com os demais empregados. E, 94% das empresas contatadas preferem contratar profissionais formados pela instituição.

O levantamento, realizado entre 2010 e 2012, acompanhou metade das quase 40 mil pessoas formadas pela instituição em 2010.

Oportunidades. Anualmente, o Senai oferece cerca de 150 mil vagas em cursos técnicos. Em 2013, a instituição prevê abrir mais 83 mil vagas gratuitas através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec.

Através do Pronatec, o aluno tem o curso custeado pelo governo federal, assim como transporte, alimentação, material didático e uniformes. Os interessados devem estudar em escolas públicas ou em particulares com bolsa integral ou ter concluído o ensino médio em escola pública. Para mais informações, acesse www.pronatec.mec.gov.br.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-