Produtos & Serviços

Quesitos de Segurança do Trabalho na Compra de Máquinas e Equipamentos

março 23, 2011
Tempo de leitura 2 min

A indústria é um setor da economia que recebe constante atualização tecnológica. Para que essa atualização chegue à linha de produção e gere valor econômico, há a necessidade de troca de equipamentos, que muitas vezes muda a rotina e o processo de trabalho da indústria.

Geralmente, durante essa troca, duas situações são avaliadas: o aumento da produtividade e o consumo de energia. A partir desses dois parâmetros, levando em conta o valor do investimento e a capacidade financeira da indústria, são realizadas as modificações em seu processo produtivo.

Mas existem outros quesitos que também devem ser avaliados, principalmente nessa fase de projeto e decisão de compra de uma máquina ou equipamento, seja ele de pequeno ou grande porte.

Os quesitos mais importantes a considerar sobre Segurança do Trabalho são:

1) Ruído: O ruído que será gerado pelo equipamento deve ser avaliado antes de sua compra, pois assim é possível prever que formas de proteção coletiva (redução de ruído) ou proteção individual serão utilizadas;

2) Produtos Químicos: Quando o equipamento utiliza produtos químicos agressivos (principalmente os que geram gases, vapores e névoas) e os trabalhadores ficam expostos a eles durante sua operação, é preciso que, ainda na fase de projeto, se pense em como proteger o trabalhador e até mesmo na substituição do produto por um de menor toxidade;

3) Riscos de Acidentes: Os riscos de movimentação de partes da máquina sem proteção (adequação a NR-12), de partes que sejam cortantes e de queda e projeção de partículas contra o trabalhador também devem ser avaliados antes do começo da operação;

4) Riscos Ergonômicos: Principalmente com relação à postura empregada na operação da máquina, ao peso que deverá levantar e à iluminação do local, devem ser avaliados para que se tenha uma boa condição de trabalho.

5) Manutenção: Em muitos casos, há avaliação de como o equipamento será operado, porém, não é feita essa análise para a realização da manutenção do equipamento e dos riscos gerados por essa atividade.

Todos esses itens, quando avaliados após a compra e instalação do equipamento, acabam gerando custo e maior dificuldade na resolução dos quesitos de Segurança do Trabalho.

Acesse aqui, produtos de segurança e proteção.

Crédito: Giovani Pons Savi é técnico em segurança do trabalho e graduando em engenharia civil da UFRGS.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743