Oportunidades

Petrobras tem potencial para dobrar de tamanho em sete anos

Rafael
Escrito por Rafael em 18 de Maio de 2013
NEI NEWS

Junte-se a mais de 230 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Segundo Maria das Graças Silva Foster, presidente da Petrobras, a companhia dobrará de tamanho até 2020. A Afirmação foi dita na Offshore Technology Conference, que ocorreu neste mês nos Estados Unidos. A executiva apresentou a palestra “O futuro da energia no Brasil: o papel da Petrobras”.
A produção do Brasil, destacou a presidente, de 2,2 milhões de barris equivalentes (petróleo e gás natural) por dia (2012) chegará a 5,7 milhões em 2020, considerando a produção da empresa e de parceiras. E o pré-sal será o grande responsável por esse aumento. “A Petrobras fez 53 descobertas no Brasil nos últimos 14 meses. Só no pré-sal, foram 15”, destacou. “As reservas da companhia têm potencial para dobrar de tamanho e atingir 31,5 bilhões de barris de óleo equivalentes nos próximos anos”, acrescentou.
Para ela, não há dúvida de que os resultados são frutos dos investimentos, que cresceram 21,5% ao ano desde 2000 e atingiram US$ 42,9 bilhões em 2012. Nos últimos doze anos, os recursos para pesquisa e desenvolvimento cresceram 18,3% ao ano. Em 2012 atingiram US$ 1,1 bilhão. O plano de investimento da Petrobras para o período de 2013 a 2017 é de US$ 236,7 bilhões.
Maria das Graças também ressaltou o crescimento da demanda do mercado brasileiro, bem acima da média mundial. Entre 2000 e 2012, cresceu 73% contra 17% no mundo. No mesmo período, a demanda por diesel no País subiu 52%, enquanto o crescimento mundial foi de 31%. “E a comparação quando falamos em querosene de aviação é ainda mais impressionante. Enquanto no Brasil cresceu 58%, no mundo, caiu 3%”, comparou a presidente.
A executiva lembrou ainda que os investimentos da companhia, aliados à política de valorização do conteúdo local, estimularam a ida de estaleiros estrangeiros para o Brasil, a fim de se tornarem parceiros tecnológicos dos implementados no País. Entre eles, estão parceiros com origem no Japão, China e Coreia.

Gostou?

Conte para a gente nos comentários!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *