Os cinco projetos indicados ao prêmio Hermes Award 2013

4 minutos para ler

Considerado um dos mais cobiçados prêmios de tecnologia, o Hermes Award é apresentado anualmente durante a maior feira global de tecnologia – a Hannover Messe, que começa hoje (8 de abril) e vai até sexta-feira (12), na cidade de Hannover, Alemanha. Bosch Rexroth AG, Ebm-papst GmbH & Co, Hirschmann Automation and Control Gmbh, Kaeser Kompressoren AG e Schildknecht AG são as empresas indicadas deste ano. O vencedor será anunciado hoje durante a cerimônia oficial de abertura da feira. “A indicação ao Hermes Award é uma marca forte para os concorrentes envolvidos. Neste ano as empresas nomeadas representam claramente a diversidade presente na Hannover Messe e o dinamismo em relação às inovações da indústria,” analisa Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs do Brasil, representante no País da Deutsche Messe AG, promotora da feira.

Segundo o diretor, os critérios de seleção dos produtos focaram comunicação Machine to Machine – M2M, a ‘Indústria 4.0’ e novas abordagens sobre a conservação dos recursos naturais. “Infelizmente ainda não temos empresas brasileiras concorrendo, mas acredito que isso deve mudar no futuro. Os produtos brasileiros são, além de criativos, muito competitivos também”, prevê.

Os projetos concorrentes
A Bosch Rexroth concorre com o projeto “Tecnologia de Núcleo Aberto”, um software que conecta os anteriormente separados ambientes de Programmable Logic Controller – PLC e Tecnologia de Informação – TI, utilizando um portfólio compreensível de padrões abertos, ferramentas de software, pacotes de funções e interface de núcleo aberto. Esse desenvolvimento abre a já conhecida engenharia baseada no sistema PLC para os benefícios da linguagem de programação de alto nível. A engenharia de núcleo aberto faz com que exista a possibilidade de rodar funções inovadoras na forma de aplicativos em dispositivos externos (como smartphones), juntamente com aplicativos de TI natos, capazes não só de ler, mas de gravar dados no sistema de controle, adicionando funções de software individuais e dispensando o suporte direto do fabricante.

O Diffusor AxiTop da Ebm-papst é outro produto entre os indicados. Trata-se de um difusor desenhado para melhorar a eficiência de ventiladores e reduzir a emissão de ruídos. Para que isso ocorra, o difusor converte grande parte da energia de velocidade dinâmica do ar aspirado em pressão estática, desacelerando a velocidade do fluxo. Isso é usado para aumentar a pressão sobre as pás do ventilador. Além de diminuir o consumo de energia em até 27 %, o difusor é feito de epylen, um novo composto formado por madeira e plástico, contribuindo para um conceito amigável do produto com o meio ambiente.

A empresa Hirschmann Automation and Control concorre com o Ponto de Acesso Industrial – OpenBAT, aparelho que possibilita a configuração individual de pontos de acesso e clientes, via à Wi-Fi de padrão industrial e pela internet. A linha OpenBAT é baseada em uma nova tecnologia de hardware e software, proporcionando uma conexão sem fio limpa e à prova de falhas, mesmo em ambientes hostis.

Já a Kaeser Kompressoren concorre com um acumulador de calor latente combinado com um secador de ar comprimido refrigerado. O acumulador de calor possui um sistema de troca de calor integrado, no qual todo o processo de secagem ocorre. O produto faz uso das mudanças latentes de fase (sólido/líquido) para alcançar um design mais compacto, se comparado aos acumuladores de calor convencionais. Enquanto providencia a mesma capacidade de acumulação, o novo sistema reduz a massa do acumulador em 98%, o espaço necessário no chão em 47%, o peso em 60% e a quantidade de refrigeração em 53%.

O Dataeagle (DE 7000) é o quinto produto indicado. Da empresa Schildknecht, é uma porta de entrada para soluções Machine to Machine – M2M (máquina para máquina) baseadas em “nuvem”. O DE 7000 permite ao usuário estabelecer um caminho de transmissão sem fio entre dispositivos de automação e redes móveis. O objetivo é criar dados provenientes de sinais digitais e analógicos, assim como o nível do PLC disponível em “nuvem”, através da rede sem fio e da internet. Um dos diferenciais dessa solução é seu baixo custo para a entrada na comunicação M2M – uma vez que os dados de produção podem ser acessados por meio de smartphones, em quase qualquer lugar do mundo.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-