Economia

“O Brasil que queremos ter depende da indústria que precisaremos ter”

fevereiro 17, 2011
Tempo de leitura 2 min

A frase citada no estudo “A Indústria e o Brasil – Uma agenda para crescer mais e melhor”, elaborado pela Confederação Nacional da Indústria – CNI, mostra a importância da indústria para o fortalecimento e crescimento econômico de uma nação. No Brasil, a indústria representa quase ¼ da economia. Um em cada quatro brasileiros trabalha formalmente nesse setor, que responde por 22% do PIB do Brasil.

Elaborado por ocasião do IV Encontro Nacional da Indústria que teve como foco as prioridades para 2011-2014, o estudo mostra que nos próximos anos o volume de investimentos, estimados em mais de R$ 400 bilhões nos setores de petróleo e gás, energia, habitação e eventos esportivos, vão gerar grandes oportunidades para o Brasil, sobretudo para a sua cadeia produtiva industrial.

A exploração do pré-sal deve movimentar vários segmentos industriais para a atividade de prospecção, exploração, transporte e comercialização do petróleo extraído, como construção e operação naval, transporte e dutos, instrumentação, armazenagem e infraestrutura portuária. Os desafios tecnológicos envolvem várias áreas – desde nanotecnologia e materiais especiais até automação, dutos inteligentes, sensores especiais e engenharia submarina.

Na construção civil, está estimada a construção de 7 milhões de unidades habitacionais nos próximos 15 anos, somando investimentos de mais de R$ 60 bilhões. Em 2014 e 2016, o Brasil sediará dois dos maiores eventos esportivos: a Copa do Mundo de Futebol, com estimativas de investimento de R$ 105 bilhões, e os Jogos Olímpicos, na casa dos R$ 30 bilhões. Esses eventos e as grandes obras de infraestrutura estimulam direta ou indiretamente a nossa cadeia produtiva.

Diante de tantos desafios, a pergunta é: a nossa indústria está preparada para todo esse volume de oportunidades? De acordo com a agenda, “o Brasil não possui, hoje, escala industrial suficiente para atender a demanda desses investimentos e o ritmo atual de investimentos está aquém do necessário para suprir as novas encomendas que serão geradas no futuro imediato. A Indústria brasileira precisa avançar em duas vertentes: de um lado, ampliar a escala de produção e, de outro, qualificar os recursos humanos e modernizar a engenharia nacional”.

Reduzir o Custo Brasil e manter e ampliar os incentivos à inovação tecnológica serão determinantes para apoiar a indústria nesse processo de desenvolvimento. Os investimentos em Pesquisa & Desenvolvimento – P&D, qualificação de mão-de-obra, novas tecnologias, energia limpa e produção com baixa emissão de carbono também são fatores importantes e que precisarão ser considerados pela indústria que pretende se modernizar, crescer e se preparar para aproveitar as oportunidades geradas nos próximos anos.

Você também pode gostar

1 comentário

  • Responder monica fevereiro 17, 2011 at 11:56 pm

    muito boa matéria, bastante relevante ao momento em que estamos vivendo…

  • Deixe um comentário


    Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743