Novas pesquisas com etanol de segunda geração

1 minuto para ler

Representantes da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” – Esalq da Universidade de São Paulo – USP, em Piracicaba-SP, e do Centro de Tecnologia Canavieira – CTC firmaram neste mês convênio para projeto que envolve leveduras no processo de etanol de segunda geração. A pesquisa conta com cerca de nove pessoas, que estudarão as leveduras existentes e as possibilidades de melhorias. Jaime Finguerut, assessor técnico da presidência do CTC, ressaltou que se trata de oportunidade para estabelecer produção sólida e viável do etanol lignocelulósico.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-