MPEs de São Paulo faturam R$ 268,6 bi no primeiro semestre

2 minutos para ler

No Estado de São Paulo, o faturamento real das micros e pequenas empresas – MPEs aumentou 3,6% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012 (já descontada a inflação). De janeiro a junho, as MPEs faturaram R$ 268,6 bilhões, R$ 9,3 bilhões a mais do que no primeiro semestre do ano passado. Os dados são do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas por meio da pesquisa Indicadores Sebrae-SP.

Segundo a instituição, o resultado foi positivo, mas mostra desaceleração no ritmo de crescimento da receita. Nos primeiros seis meses de 2012, o avanço foi de 7,6% na comparação com igual intervalo de 2011.

Ainda nesse período, houve aumento de 0,8% no total de pessoal ocupado. Esse indicador reúne proprietários, familiares, empregados e terceirizados. O rendimento real dos empregados, que inclui salários e outras remunerações, cresceu 8,2%, e o valor da folha de salários subiu 6,5%. Para os próximos seis meses, a maioria (55%) dos donos das MPEs espera estabilidade no faturamento.

A pesquisa Indicadores Sebrae-SP é realizada mensalmente com a colaboração da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados – Seade. São entrevistadas 2.716 MPEs do Estado de São Paulo, distribuídas em indústria de transformações (10%), comércio (53%) e serviços (37%). No estudo, as MPEs são definidas como empresas de comércio e serviços com até 49 empregados e empresas da indústria de transformação com até 99 empregados, com faturamento anual bruto de até R$ 3,6 milhões.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-