Pesquisa & Inovação

Indústria 4.0: Ciser passa a digitalizar a manufatura com o sistema MES

Redação de NEI
Escrito por Redação de NEI em 16 de julho de 2020
NEI NEWS

Junte-se a mais de 230 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A implementação piloto do sistema MES nos máquinarios da empresa promete maior agilidade na gestão do processo de fabricação e ainda, maior confiabilidade na obtenção das informações adquiridas durante o fluxo.

Com o objetivo de digitalizar seus processos e aumentar a eficiência de gestão, dando mais um passo para a Indústria 4.0, a Ciser, maior fabricante de fixadores da América Latina, atuante no fornecimento de soluções industriais para diversos segmentos, implantou a tecnologia MES (Manufacturing Execution System – Sistema de Execução de Manufatura, em português).

O projeto é uma das ações estratégicas da Ciser para caminhar junto à economia digital, aplicando novas tecnologias em seus processos industriais.

Atualmente, o projeto piloto do MES está implantado em cinco máquinas. A previsão é que, em 2020, o sistema seja instalado, ao todo, em 35 equipamentos. O objetivo é que os processos de manufatura se tornem paperless, ou seja, com fluxos de informações digitalizados.

Funcionamento e vantagens do MES

Entre as principais vantagens da implantação do MES, estão o fornecimento de informações de caráter produtivo em tempo real, originando uma fonte única de dados (Big Data), proporcionando maior confiabilidade e rastreabilidade mediante a eliminação da coleta manual de dados. Isso garante mais assertividade e agilidade na tomada de decisão, além de impactar diretamente no aumento da eficiência dos equipamentos (OEE).

Com um tablet, o operador pode controlar todas as máquinas que possuem o MES. E, por meio de qualquer dispositivo com acesso à rede da Ciser, os gestores podem consultar diversas informações, tais como ordem de produção, item, quantidade produzida, quantidade faltante, paradas de máquinas, resultados de inspeções de qualidade, etc.

Colaboradores da Ciser fazendo a gestão da produção com o MES através de um tablet.
Implantação do sistema MES na Ciser.
Foto tirada dia 10/3/2020, quando não existiam medidas restritivas relacionadas à Covid-19, logo, não era obrigatório o uso de máscaras de proteção.

“Em máquinas que não têm esse sistema, o acompanhamento do dia a dia da manufatura é feito por meio de cartas de inspeção, ou seja, o colaborador anota tudo o que aconteceu no turno dele para que depois as informações sejam lançadas manualmente no ERP (sistema integrado de gestão empresarial), o que acaba gerando demora no processo. Com o MES, os gestores param de olhar pelo retrovisor (para o que aconteceu antes) e passam a ter as informações em tempo real.”, informa Rafael Gomes König, gerente de manufatura da Ciser.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Ciser.

Gostou?

Conte para a gente nos comentários!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *