Produtos & Serviços

Implantação de sistemas wireless industriais

julho 25, 2011
Tempo de leitura 5 min

Introdução

As redes wireless industriais já são uma realidade nas indústrias dos mais diversos segmentos. As possibilidades de aplicação são muito diversificadas e podem envolver o monitoramento de variáveis, controle e comando remoto de dispositivos, interligação de redes entre equipamentos fixos e móveis, dentre outras, suprindo geralmente necessidades dos sistemas de automação.

Dentre as vantagens de aplicação de sistemas wireless industriais, o custo e o tempo de instalação são fatores relevantes e muitas vezes decisivos, se comparados aos custos e ao tempo necessário para a instalação de cabos, principalmente em distâncias maiores ou em equipamentos que possuem mobilidade.

Contudo, existem cuidados que precisam ser tomados antes, durante e após a instalação do sistema que, além de proporcionarem maior segurança durante a implantação, também podem contribuir significativamente para a prevenção e diagnóstico de futuros problemas que porventura venham a ocorrer no sistema implantado.

Testes integrados

É de fundamental importância, dentro do possível, executar teste em bancada ou em um sistema existente com características similares às da aplicação desejada, visando identificar características particulares da aplicação (tais como a quantidade de dados a ser transmitida ou a velocidade de resposta requerida), além das características das interfaces disponíveis de todos os equipamentos envolvidos, objetivando validar a aplicação e certificar-se que não haverá alguma incompatibilidade entre equipamentos ou possibilidade de o sistema wireless não atender os requisitos da aplicação.

Site Survey

O Site Survey é um serviço de levantamento de campo que consiste em efetuar testes e coletar dados no local de aplicação do sistema wireless, com vistas a identificar:

  • Possíveis fontes de interferência na frequência ou faixa de frequências de interesse, tais como outros sistemas wireless existentes.
  • Obstáculos, pontos de sombra e demais barreiras físicas à propagação das ondas eletromagnéticas.
  • Coordenadas geográficas e distância entre os pontos de interesse.
  • Características da alimentação disponível nos pontos onde serão instalados os equipamentos.
  • Intensidade e qualidade de sinal entre os pontos de interesse.

Geralmente, as empresas especializadas nesse tipo de serviço geram um relatório que registra as condições existentes no local onde será instalado o sistema wireless, atestando ou não a viabilidade técnica de implantação do sistema a partir da análise dos dados coletados. Quando houver a viabilidade, esse documento poderá recomendar ainda as características e posicionamento das antenas para cada ponto.

Homologação junto à Anatel

Todos os equipamentos para sistemas wireless, independente da frequência de operação, deverão ter um certificado de homologação emitido pela Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel. Esse certificado garante que o equipamento se encontra em conformidade com os requisitos de operação, compatibilidade eletromagnética, resistência a surtos e condições de segurança previstas na legislação vigente. Os certificados são revalidados a cada dois anos ou quando ocorrer uma alteração nas leis pertinentes que modifique alguma característica operacional requerida. Para os equipamentos que operam nas faixas de frequência destinadas ao uso industrial, científico e médico (ISM – Industrial, Scientific and Medical), que compreendem basicamente as faixas de 900 MHz, 2,4 GHz e 5,8 GHz, apenas o certificado de homologação é suficiente para que o equipamento possa ser adquirido e instalado. Caso o equipamento escolhido trabalhe em outras faixas de frequências, será necessário requerer um licenciamento referente a elas junto à Anatel.

Registro de informações no comissionamento

Mesmo tendo sido realizado um Site Survey, é importante registrar as informações das intensidades e qualidade do sinal de rádio e tempos de resposta em cada ponto no momento do comissionamento do sistema, pois pode ter ocorrido alguma mudança no cenário de aplicação desde o momento de execução do Site Survey até o momento da instalação e comissionamento dos equipamentos em campo. Com essas informações devidamente registradas, o pessoal de manutenção poderá fazer inspeções periódicas no sistema, comparando os dados observados ao longo do tempo com os que foram registrados na instalação, sendo possível programar manutenções preventivas e agir antes da ocorrência de problemas devido ao desgaste natural de algumas partes, como a oxidação em antenas ou falhas na vedação de conectores expostos ao tempo.

Capacitação

Como se trata de uma tecnologia relativamente nova e com aspectos muitas vezes subjetivos e abstratos para a maioria dos profissionais da indústria, é necessário prever treinamentos para os profissionais de manutenção, com o objetivo de capacitá-los tanto na teoria de operação de sistemas wireless, de um modo geral, como nos aspectos específicos de cada equipamento, possibilitando-lhes a execução de testes, configurações e todas as operações necessárias para que ações corretas de prevenção, diagnóstico e solução de problemas possam ser tomadas. Além disso, é interessante que o corpo de engenharia também seja treinado nos conceitos teóricos e características operacionais de sistemas wireless, visando disseminar conceitos, características e particularidades da tecnologia também para aqueles que irão muitas vezes especificar ou lidar com a concepção de tais sistemas para os processos e equipamentos sob sua responsabilidade.

Conclusão

A tecnologia wireless aplicada à indústria é, sem dúvida, um caminho sem volta com um futuro muito promissor, pois existem ainda muitas possibilidades de aplicação inexploradas e muitos aprimoramentos tecnológicos a serem realizados.

Contudo, como qualquer outra tecnologia, possui as suas particularidades, requisitos e limitações, que precisam ser devidamente observados para garantir a implantação de um sistema wireless adequado para cada aplicação.

Acesse aqui, os últimos lançamentos voltados para implantação de sistemas wireless em sua indústria.

Crédito: artigo escrito por Adailton Cunha , graduado em engenharia elétrica pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais, UnilesteMG e engenheiro de aplicação da TecWise Sistemas de Automação Ltda.

Você também pode gostar

2 Comentários

  • Responder Cristiano agosto 24, 2011 at 3:33 pm

    Concordo plenamento com o post do amigo. Como tudo na Engenharia sempre devemos analisar os requisitos e limitações mas é sem dúvida uma tecnologia a ser muito explorada.

  • Responder Guilherme dezembro 14, 2017 at 3:31 pm

    Excelente artigo! Também acho que a tecnologia wireless é um caminho sem volta para a indústria, ainda que no Brasil não tenha tanta adesão ainda.

  • Deixe um comentário


    Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743