Produtos & Serviços

IEC61131: a norma para PLCs – Parte 1

setembro 14, 2011
Tempo de leitura 4 min

Os técnicos mais experientes sempre buscam as normas que devem ser utilizadas para trabalhar com determinada área ou equipamento. Na verdade, as normas técnicas são de importância muito grande, pois ajudam os técnicos iniciantes em determinada área a fazer o serviço técnico da melhor forma possível, e possibilitam aos técnicos experientes comprovar seus métodos de trabalho ou até mesmo escrever sobre esses métodos e ajudar a normatizá-los, sendo necessário, no entanto, que eles participem de uma organização com poder de criar normas como a ABNT, ISA, ISSO e INMETRO, entre outras.

Para a área de automação e controle de processos, mais precisamente para os controladores lógicos programáveis – CLPs ou PLCs, em inglês -, existe uma norma muito interessante e forte no mercado internacional, a IEC61131, que aqui é apresentada de forma rápida, porém clara e objetiva, para que o leitor consiga entender o que é e onde encontrar mais informações sobre o tema.

A norma é dividida em cinco partes, como relacionado abaixo:

  1. General Overview (Informações Gerais)
  2. Hardware
  3. Linguagens de Programação
  4. User Guidelines (Pesquisar)
  5. Communication (Comunicação)

Parte 1 – General Overview

A parte 1 traz informações gerais, como o próprio nome sugere. É uma apresentação geral da norma escrita e publicada pela International Electrotechnical Commission (IEC) de número 61131. Na verdade, essa norma foi escrita inicialmente como a IEC de número 1131. Com o aumento de números de normas, foi necessário acrescentar mais um número a todas elas, para aumentar o faixa de números de normas possíveis sem modificar o padrão da numeração, como acontece com números de telefone de uma cidade (quando esgotadas as combinações numéricas, adiciona-se um novo número no prefixo). Assim foi feito com a IEC 1131, que passou a ser chamada IEC 61131.

Com base na terceira edição de 2007

“Part 1 establishes the definitions and identifies the principal characteristics relevant to the

selection and application of programmable controllers and their associated peripherals;”

Parte 1: Estabelece as definições e identifica as principais características relevantes à seleção e aplicação de controladores programáveis e seus periféricos associados.

Contudo, a importância para os técnicos, hoje, é o estudo da parte 3 da Norma, que trata da programação e sua normatização. Ou seja, é o primeiro passo para a padronização geral dos CLPs que muitos não acreditam que possa acontecer, mas que já está com seu caminho traçado. Chegar lá é só uma questão de tempo.

Conforme a PLCopem

IEC 61131-3 é o primeiro esforço real para a padronização das linguagens de programação para a automação industrial. Por ser um apelo mundial, essa é uma norma independente de qualquer empresa.

Existem muitas formas de entender a parte 3 da Norma.

Vamos identificar algumas:

  • É o resultado da Força Tarefa 3, Linguagens de Programação, dentro do IEC TC65 SC65B.
  • É o resultado do trabalho árduo de 7 empresas internacionais, somando dezenas de anos de experiência no campo da automação industrial.
  • Aproximadamente 200 páginas de texto, com cerca de 60 tabelas, incluindo tabelas de características.
  • É a especificação da sintaxe e semântica de uma suíte unificada de linguagens de programação, incluindo o modelo geral de software e uma linguagem de estruturação.

Conclusão

As implicações técnicas da norma IEC 61131-3 são muitas, deixando bastante espaço para crescimento e diferenciação. Isso torna essa norma propensa para evoluir muito neste século.

A norma IEC 61131-3 causará um grande impacto em toda a indústria de controle industrial. Certamente a norma não ficará restrita ao mercado de CLPs convencionais. Atualmente, a norma já é adotada no mercado de Motion Control, sistemas distribuídos e sistemas de controle baseados em PC/Softlogic, incluindo pacotes SCADA. E as áreas de aplicação continuam crescendo.

Ter uma norma sobre uma ampla área de aplicação proporciona muitos benefícios para os usuários e programadores. Os benefícios da adoção da norma são vários, dependendo da área de aplicação. Alguns exemplos são:

  • Redução do desperdício de recursos humanos no treinamento, depuração, manutenção e consultoria.
  • Destinar maior atenção para a solução de problemas através da reutilização de software em alto nível.
  • Eliminação de erros e dificuldade de entendimento.
  • Utilização de melhores técnicas de programação em um ambiente mais amplo: indústria de controle em geral.
  • Combinação de diferentes componentes de diferentes programas, locais, empresas e até mesmo de países.
Links Relacionados
IEC61131: a norma para PLCs – Parte 1
Artigos
Notícias de produto
 

Crédito: Kleber Oliveira Guimarães Falcão é graduado em licenciatura Matemática pela Unavida, técnico em automação industrial pelo Senai, e técnico em eletrônica pela Escola Técnica Redentorista.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743