Hannover 2011 exibiu as últimas inovações da geração eólica e solar

3 minutos para ler

Do ponto de vista energético, um dos setores mais interessantes da Feira Industrial de Hannover, recém-terminada em abril, foi visivelmente o de energia renovável. Em primeiro lugar, notou-se a pujança da energia eólica, com importantes players globais apresentando grandes turbinas com capacidade de geração de 2, 4 e até 6 MW de potência. Alguns modelos expostos já utilizam a tecnologia direct drive, com o gerador diretamente acoplado ao eixo da hélice sem caixa de engrenagens. Essa pujança também apareceu na apresentação de empresas de suporte com produtos e serviços específicos para o setor, tais como ferramentas mecânicas, de medição, alinhamento, controle, EPIs, serviços de manutenção, surveys, etc. A proliferação de parques de turbinas eólicas onshore e offshore interligadas através de powergrids mostrou o alto grau de investimento que está sendo feito e que a exploração dessa fonte de energia renovável veio para ficar.

Também foi interessante a presença de soluções criativas de pequeno porte nesse setor. Como exemplo na área de energia solar, um produto que chamou a atenção foi o kit de geração de energia plugável em tomada, que produz energia elétrica através de um painel solar e a injeta na rede elétrica por meio de inversor síncrono com a sua frequência. O apelo implícito é de simplicidade, rapidez e de resultado imediato: instale algumas unidades em sua casa, ligue na tomada como um eletrodoméstico e pague menos por sua conta de energia elétrica.

Outra tecnologia exposta foi a das células de combustível. Diversas opções de baterias dessas células, consumindo gás natural ou hidrogênio e produzindo energia elétrica com baixíssimas emissões de carbono, foram apresentadas como produtos prontos para serem adquiridos.

Aglutinando várias dessas novas tecnologias, outra proposta interessante foi um sistema autônomo de energia que, além de transformar energia solar em energia elétrica para consumo direto, também quando não há consumo, acumula a energia gerada com a produção de hidrogênio através de eletrólise. Posteriormente, quando não há energia solar disponível, a demanda é atendida com células de energia que geram eletricidade proveniente do hidrogênio acumulado. Tudo com alto grau de rendimento e sem agressão ao meio ambiente.

A Hannover Messe deste ano sugeriu enfaticamente que o futuro está no desenvolvimento de fontes renováveis de energia, tanto em grande escala, como é o caso das grandes turbinas eólicas interconectadas em grid, quanto em pequena escala, caso do sistema autônomo de energia. Tudo isso aliado à racionalidade, eficiência e leveza na sua utilização, simbolizada pela elegância do voo da gaivota-robô da Festo (veja vídeo e fotos abaixo), comandada por controle remoto, que coroou a demonstração do nível tecnológico já alcançado.

 

Este artigo foi escrito exclusivamente para NEI por Seiji Cintho, Diretor de Engenharia da Technics Sistemas de Automação Ltda., que esteve na Hannover Messe 2011.

Você também pode gostar

1 comentário em “Hannover 2011 exibiu as últimas inovações da geração eólica e solar

Deixe uma resposta

-