Economia

Faturamento das indústrias de materiais de construção cresce 2,9% em agosto

Redação de NEI
Escrito por Redação de NEI em 17 de setembro de 2020
NEI NEWS

Junte-se a mais de 230 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Pela primeira vez no ano, setor registra alta positiva por dois meses consecutivos

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga a nova edição de sua pesquisa Índice, elaborada pela FGV com dados do IBGE sobre o faturamento das indústrias de materiais de construção.

A pesquisa aponta que em agosto o faturamento deflacionado da indústria de materiais de construção registrou alta de 2,9% em relação a julho. O número já está ajustado sazonalmente e evidencia alta em ambos os setores, de base e acabamento. Se comparado a agosto de 2019, o aumento é ainda maior, de 9%.

Fábrica da DECA, associada da ABRAMAT

No entanto, a expectativa para o fechamento do ano ainda é de queda, com previsão de retração de 7% sobre 2019 – percentual este que deve sofrer alteração no início do último trimestre. O faturamento acumulado até agosto é de -6,2%, se comparado a 2019.

Segundo Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT, “o setor tem trabalhado muito para minimizar os efeitos da pandemia trazida pelo Covid-19, e o nosso sentimento com os dados que indicam uma recuperação consistente é de um otimismo moderado. Temos de ser ao mesmo tempo cautelosos, pois sabemos que há muitas externalidades envolvidas”.

A ABRAMAT – que conta atualmente com aproximadamente 350 unidades fabris de 40 empresas associadas, situadas em todas as regiões do País – utiliza em seus relatórios dados oficiais disponíveis, pesquisas com associados, análise interna da equipe e metodologia FGV desenvolvida com exclusividade para a entidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa da ABRAMAT – Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção

Gostou?

Conte para a gente nos comentários!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *