Energia, Oportunidades

Etanol 2G de biomassa da cana será produzido em Piracicaba

setembro 13, 2013
Tempo de leitura 1 min

Unidade de fabricação de etanol de 2ª geração – 2G a partir da biomassa da cana-de-açúcar será construída na Usina Costa Pinto, em Piracicaba-SP, e deve ter capacidade anual de 40 milhões de litros. O projeto utilizará tecnologias para conversão do bagaço e da palha da cana em escala industrial totalmente integradas ao processo de etanol convencional, obtido a partir do caldo da cana-de-açúcar (1G). Será realizado em um prazo de dois anos.

Na nova usina, o processo produtivo englobará as seguintes etapas: (1) pré-tratamento; (2) hidrólise enzimática; (3) fermentação e (4) purificação. As duas últimas tecnologias já são utilizadas em escala comercial na produção do etanol de primeira geração, enquanto as duas primeiras serão desenvolvidas com base nos testes realizados por parceiros tecnológicos no Brasil e no exterior.

A iniciativa receberá financiamento de R$ 207,7 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES com objetivo de possibilitar maior produtividade por hectare plantado. O empreendimento é de propriedade da Raízen Energia, uma associação entre a Cosan, grupo brasileiro de energia e infraestrutura, e a Shell.

Além dessa operação, o BNDES já aprovou financiamento para quatro projetos destinados ao desenvolvimento de etanol 2G, no valor total de R$ 991 milhões.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743