Construção Civil

Estabilizador de tensão: entenda suas características e sua utilidade

Redação de NEI
Escrito por Redação de NEI em 9 de junho de 2020
NEI NEWS

Junte-se a mais de 230 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O estabilizador de energia, também conhecido como estabilizador de tensão, é um equipamento que tem como principal objetivo proteger aparelhos de picos de tensão, como em variações ou quedas de energia. 

Eles são extremamente úteis e impede que os eletrônicos ligados à ele sejam queimados ou prejudicados, portanto é necessário estar atento as funcionalidades que cada um possui. Nesse artigo você saberá como identificar esses componentes elétricos, conhecerá seus modelos, características e onde utilizá-los, para auxiliar na escolha certa para o seu negócio.

Estabilizador de tensão: entenda suas características e sua utilidade

Como identificar o estabilizador de tensão?

Como já sabemos, o estabilizador de voltagem é um dos acessórios que não podem faltar quando o assunto é prevenir a queima dos aparelhos eletrônicos, mas na hora da compra, é possível se confundir, pois ele é bastante parecido com o nobreak. Você sabe a diferença entre os dois? Então vamos conhecer abaixo.

Estabilizador de tensão

Estabilizador de tensão: O estabilizador é responsável por proteger equipamentos eletrônicos ligados a ele em casos de picos ou quedas de tensão. Quando há queda de energia no ambiente ele se desliga automaticamente, mas quando a força volta, o estabilizador passa um tempo fazendo a análise da tensão, quando percebe que não há mais perigo, ele libera a energia nas tomadas. Um exemplo seria o estabilizador de tensão controlado.

Estabilizador de tensão nobreak

Nobreak: O nobreak além de proteger os eletrônicos de variações de tensão, ele permite que o usuário continue utilizando seus equipamentos mesmo em falta de energia. A duração do funcionamento do nobreak pode variar de minutos ou até horas, dependendo da duração da bateria interna.

Quais as variações dos estabilizadores de tensão?

Confira abaixo as variações de estabilizadores e suas principais características.

Monovolt: É um estabilizador que só funciona em uma rede monofásica, ou seja uma rede que só disponibiliza um tipo de voltagem, podendo ser 115,127 ou 220V. Esse aparelho pode ser encontrado em diferentes modelos, designs, funções e características, mas sua funcionalidade de proteção permanecerá a mesma.

Bivolt: O estabilizador bivolt é um aparelho no qual encontra-se 2 entradas de redes, podendo ser ligado em voltagens de 115, 127 ou 220V. É um equipamento muito seguro e eficiente na hora de proteger os eletrônicos ligados a ele, e pode se diferenciar apenas em questão de potência, quantidades de tomadas, funções e design.

Microprocessado: O estabilizador microprocessado possui a mesma função de proteger os aparelhos ligados a ele, o que diferencia ele dos demais é a forma de chaveamento, que é feito a relé. Esse modelo de estabilizador é encontrado com a função monovolt, bivolt, ou trivolt e com variadas potências.

Estabilizador de servomotor: É um estabilizador de voltagem utilizado com maior frequência em indústrias. Normalmente são encontrados em tamanhos maiores e mais robusto, e pode ser utilizado em diversas aplicações de grande porte, como em equipamentos hospitalares, equipamentos de laboratórios, instalações de TI entre outros.

Estabilizador de relé: Esses estabilizadores foram projetados mais para usos domésticos, ou qualquer outra aplicação em que não seja necessária alta precisão. O baixo custo deste tipo de estabilizador o torna um produto muito mais adquirido pelos consumidores. 

Onde posso utilizar de estabilizador de tensão?

Os estabilizadores podem ser utilizados em estabelecimentos comerciais, residências, empresas, escolas, lan houses, hospitais, laboratórios, indústrias entre outros.

Como utilizá-lo da maneira correta?

  • Antes de acionar, é importante verificar a potência do aparelho;
  • Observe se a tensão da sua rede elétrica é compatível com a tensão da entrada do estabilizador;
  • Verifique se a tensão de saída é compatível com a tensão de entrada de seus eletrônicos;
  • Faça a ligação entre a entrada do estabilizador e a rede local usando condutores compatíveis;
  • Deixe um espaço livre de no mínimo 2,5 cm (1 pol.), para não bloquear as saídas de ventilação laterais ou de cima;
  • Não deixe em locais com sujos ou com umidade.

Como higienizar da maneira correta?

  1. Desligue e desconecte o estabilizador da rede de alimentação;
  2. Utilize um pano de polimento macio e seco;
  3. Não use cera de móveis ou líquidos voláteis;
  4. Evite molhar o equipamento.

Conteúdos adicionais

Se ainda restou alguma dúvida, fique tranquilo, pois separamos alguns vídeos explicativos contando um pouco mais sobre como funciona e qual a diferença entre o estabilizador e o nobreak. Confira abaixo:

Como funciona os estabilizadores de energia?

Qual a diferença entre estabilizador e nobreak?

Gostou?

Conte para a gente nos comentários!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *