Economia

Emprego da indústria eletroeletrônica aumenta em 4,5 mil vagas no mês de julho

Redação de NEI
Escrito por Redação de NEI em 2 de setembro de 2020
NEI NEWS

Junte-se a mais de 230 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

De acordo com a Abinee, resultado representa segundo mês consecutivo de crescimento

O número de empregados da indústria eletroeletrônica aumentou 4,5 mil vagas no mês de julho, atingindo 232,6 mil trabalhadores, conforme dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em informações do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Esse resultado é o saldo do nível de emprego do setor, ou seja, a diferença entre admissões e desligamentos. Esse foi o segundo incremento consecutivo após três quedas seguidas.

“Assim como vêm mostrando os demais indicadores do setor, o nível de emprego apresenta um crescimento consistente e sugere que o pior já passou”, afirma o presidente da Abinee, Humberto Barbato. Ele destaca que abril foi o mês mais afetado pelos impactos da pandemia de Covid-19, quando a indústria eletroeletrônica reduziu seu quadro em quase 9 mil postos de trabalho.

Segundo os dados, o total de trabalhadores do setor eletroeletrônico em julho de 2020 ainda é inferior ao verificado em julho de 2019 (237,2 mil) e ao do final do ano passado (234,5 mil). Barbato ressalta, porém, que a recuperação da atividade já está ocorrendo mesmo com o comércio não retornando a toda carga, em horário integral, e com o consumidor ainda receoso.

“Estamos otimistas e acreditamos que em mais 60 dias recuperaremos os níveis de emprego anteriores à pandemia”, diz.

Ainda referente às informações do Novo Caged, destacou-se a elevação no número de admissões, que passou de 6 mil em junho para 9,3 mil em julho. No caso dos desligamentos, o total verificado no mês de julho (4,8 mi) foi próximo ao observado em junho (4,7 mil).

Fonte: Assessoria de Imprensa da Abinee – Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica

Gostou?

Conte para a gente nos comentários!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *