Conference & Show de NEI Meetings mostra tendências para o futuro imediato

2 minutos para ler

“Processos mais rápidos, melhores e mais baratos. Essas são as vantagens proporcionadas pela automação. No futuro, a fábrica será cada vez menor e a tecnologia wireless será cada vez mais usada”. Esses conceitos foram apresentados por Jim Pinto, fundador da Action Instruments Technology, dos EUA, durante o NEI International Industrial Conference & Show, o primeiro evento sobre gestão e inovação organizado e realizado por NEI Meetings.

A palestra de Markus Röhner, diretor do Departamento de Sistemas de Produção e Tecnologias de Produção da Fraunhofer IPK Berlin, da Alemanha, mostrou os desenvolvimentos recentes na manufatura aditiva, micromanufatura e nanotecnologia. Segundo Röhner, os novos materiais nas ferramentas das máquinas, assim como o desenvolvimento de coberturas especiais para altas taxas de usinagem são algumas das possibilidades de inovação para máquinas e equipamentos no futuro.

O Prof. Jefferson de Oliveira Gomes, diretor do Centro de Competência em Manufatura do Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA, um dos palestrantes, lembrou que um dos grandes desafios da indústria, hoje, é conhecer as tecnologias atuais e suas possibilidades e não apenas desenvolver novas tecnologias. Segundo o professor, precisamos formar melhor nossos engenheiros. “Hoje, eles estão mais voltados à gestão administrativa do que à parte técnica”.

A inovação foi discutida também por Ronald Martin Dauscha, diretor de Tecnologia e Inovação da Siemens, Segundo o executivo, as empresas inovadoras representam apenas 1,7% da indústria, mas são responsáveis por 25,9% do faturamento industrial e por 13,2% do emprego gerado. “A nanotecnologia é a “pressão alta” da tecnologia”, afirma Dauscha, que define inovar como transformar ideias novas em resultados sustentáveis.

Confira como foi o evento:

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-