Oportunidades

Começam em MG as operações da primeira fábrica da Iveco de veículos de defesa fora da Europa

junho 21, 2013
Tempo de leitura 2 min

A Iveco inaugura no País neste mês sua primeira fábrica de veículos de defesa fora do continente europeu e será a base de exportação para a América Latina. Está localizada no Complexo Industrial da Iveco, em Sete Lagoas–MG, em área de 30 mil m2, com 18 mil m2 construídos. A unidade é responsável pela produção dos veículos blindados VBTP-MR, conhecidos como Guarani, frutos da parceria da empresa com o Exército Brasileiro.

Operando com capacidade máxima, a planta poderá entregar mais de 100 veículos blindados por ano, com previsão de chegar a 200, e empregará 350 pessoas, além de gerar 1.400 postos de trabalho indiretos.

Para o desenvolvimento e a fabricação inicial do Guarani, a companhia celebrou contratos com o Exército Brasileiro de R$ 282 milhões e investiu R$ 55 milhões, empregados também na construção da fábrica. O montante resultou em uma estrutura concebida nos conceitos de Lean Manufacturing, com ênfase na organização do processo produtivo, layout da planta e eliminação de desperdícios.

“Estamos prontos para iniciar já neste ano a busca pela certificação em World Class Manufacturing, conjunto de padrões de excelência em processos produtivos e da adoção das melhores práticas de trabalho”, disse Paolo del Noce, diretor de Veículos Especiais da Fiat Industrial Latin America.

Segundo a fabricante, o VBTP-MR é capaz de transportar até 11 pessoas. Com índice de nacionalização superior a 60%, incluindo trem de força e chassi, tem tração 6×6 e é impulsionado pelo motor diesel Cursor 9, da FPT Industrial, com 383 cv de potência máxima. Conta com transmissão automática, capacidade anfíbia, sistema automático de detecção e extinção de incêndio com oito extintores, operação noturna de série, GPS, ar-condicionado e proteções balística e antiminas. Tem peso bruto total de 18 toneladas e as dimensões básicas são 6,91 m de comprimento, 2,7 m de largura e 2,34 m de altura, o que o permite ser transportado pela aeronave KC-390, da Embraer.

O novo veículo é a plataforma-base de uma família de blindados médios de rodas que poderá ter até mais dez versões diferentes, incluindo veículos de reconhecimento, socorro, posto de comando, comunicações, oficina e ambulância.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743