Com crescimento econômico acima da média mundial, Macaé investe em educação para obter mão de obra qualificada

2 minutos para ler

Os negócios da Bacia de Campos – 64 plataformas de perfuração que garantem mais de 80% da produção de petróleo e 47% da produção de gás natural do País – convergem para Macaé, Rio de Janeiro. Nos últimos dez anos, a economia do município cresceu espantosos 600% e sua população triplicou – são 206.748 habitantes, segundo o censo de 2010. De acordo com o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal – IFDM, Macaé é a campeã na geração de emprego e renda no Estado do Rio. A demanda por conta do Pré-sal acelera ainda mais esse crescimento e a busca de mão de obra qualificada se torna uma das prioridades do município.

Este ano, além dos cursos de Ciências Biológicas, Química, Nutrição, Medicina, Farmácia, Enfermagem e Obstetrícia, a Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ incluiu na grade de graduações do Campus Macaé, sob orientação e responsabilidade da Escola Politécnica, os cursos de Engenharia Civil, Mecânica e de Produção. “O novo polo de engenharia nos permite ousar. A proposta foi aprovada por unanimidade pelo conselho de ensino”, ressalta o diretor da Escola Politécnica da UFRJ, Ericksson Rocha Almendre, afirmando ainda que a universidade poderá contratar profissionais pós-graduados de empresas locais para ministrar algumas disciplinas, atendendo às necessidades da cidade.

Você também pode gostar

1 comentário em “Com crescimento econômico acima da média mundial, Macaé investe em educação para obter mão de obra qualificada

Deixe uma resposta

-