Comércio/Logística

Bota de segurança review 2020: Ranking das melhores marcas e modelos

Isabela Gomes
Escrito por Isabela Gomes em 3 de setembro de 2020
NEI NEWS

Junte-se a mais de 230 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A bota de segurança é um EPI (Equipamento de Proteção Individual) importante para garantir a proteção dos pés de profissionais que realizam diversas atividades que oferecem riscos, tais como queda de objetos, riscos químicos, biológicos, abrasivos e ainda contra umidades diversas. 

Introdução

Para cada atividade realizada, há um calçado fabricado especificamente para atender a demanda de proteção contra cada risco que a atividade e/ou o ambiente oferece ao profissional. Há atividades que o uso da botina de segurança é de extrema importância, não sendo permitido a execução do trabalho enquanto a região dos pés não estiver devidamente protegida – podendo trazer consequências graves ao colaborador e consequências judiciais negativas ao empregador.

Devido a grande quantidade de opções de calçados disponíveis no mercado de EPIs, a NEI Expertise traz nesse artigo, fatores que diferem a bota epi dos calçados convencionais e ainda faz um comparativo entre as marcas mais procuradas dessa categoria: Marluvas, Bracol, Fujiwara, Conforto e Caterpillar, trazendo informações sobre modelos disponíveis, materiais em que o mesmo é fabricado, e ainda, dicas para fazer a melhor escolha do equipamento de proteção individual para os pés adequado para cada função de risco que o trabalho pode ocasionar. 

Mas antes, confira algumas questões importantes para prosseguir a leitura:

  • Para que serve a bota de segurança?
  • Por que é preciso usar botina de segurança?
  • Quais as normas que obrigam o empregador entregar a bota epi ao colaborador?

Para que serve a bota de segurança ?

A bota de segurança é considerada um calçado de segurança e, portanto, um equipamento de proteção exigido pela NR6, que estabelece o uso de EPIs em funções de risco para o trabalhador. A norma determina que o empregado disponibilize gratuitamente as ferramentas de segurança aos empregados e as responsabilidade para a utilização correta do equipamento;

Porque é preciso usar a botina de segurança?

A botina de segurança é usada para maior conforto, segurança e principalmente proteção ao usuário. Ele evita que eventuais incidentes de trabalho prejudique a integridade e saúde do trabalhador

Normas para botas

Por se tratar de um item normalizado e um Equipamento de Proteção Individual, as botas, botinas, tênis e sapatos de segurança devem ter um Certificado de Aprovação (C.A), selo que autoriza e aprova que o instrumento está apto para uso, após os devidos testes de resistência em fábrica;

Veja nosso artigo completo que explica o que é ca.

Entre diversos designs e modelos é preciso saber qual a função de cada material e como ela afetará positivamente o funcionário.

Comparativo

Selecionar a marca do seu calçado é um dos principais fatores a considerar na hora da compra. A empresa deve produtora deve confeccionar o sapato com qualidade, materiais de boa qualidade, tecnologias protetoras e de acordo com o C.A (Certificado de Aprovação).

A NEI Top Five 2019/2020 Indicados pela Indústria, selecionou os 5 prediletos fabricantes dos calçados de segurança, de acordo com a preferência dos profissionais que conhecem de verdade a qualidade das botinas. 

Por isso mostraremos aqui, em primeira mão as empresas as empresas escolhidas que que confeccionam os calçados de segurança com excelência e aprovação do consumidor:

1ª. Bota Marluvas

Especialista em proteção aos pés, a Marluvas está entre as primeiras na escolha de quem compra calçados de segurança. Desde 1972, a marca atua como levando proteção, inovação e conforto para os trabalhadores. 

Cumprindo as normas para a fabricação, a Marluva garante em seus produtos o atestado de reconhecimento nacional e internacional à qualidade dos produtos e serviços na ISO 9001, certificados pela ABNT e IBTeC, certificado do Conforto do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calcado e Artefatos. 

Os diferenciais das botas Marluvas

A Marluvas possui uma gama completa de linhas e modelos para qualquer função que requer a proteção dos pés. Seus produtos são envoltos de tecnologias que impactam positivamente ao produto final, como:

  • TPU Plate, para sustentabilidade ao tornozelo;
  • Tecido composto por fibras de poliéster, para leveza e suavidade dos calçados;
  • Microfibra de alta performance, que absorve por meio de microporos, a transpiração, absorção e dessorção do suor;
  • Palmilha em fibras de aramida, que resiste a perfurações;
  • Couro, resistente à penetração de água, óleos e graxas;
  • Couro com tratamento ignífugo, que impede a propagação de chamas.

Principal linha de botas Marluvas 

A Linha Premier Plus é uma das principais e mais vendidas no catálogo da marca, feitas de Microfibras, as botas de segurança 75BPR26 é vegana, possui solado amortecedor e tecnologia Outlast Climatech, que regula a temperatura dentro da bota quando frio ou calor. 

Além da Premier Plus, a Linha Vulcaflex compõe uma das prestigiadas linhas Marluvas. Para setores da área civil e serviços gerais, a 10VB48 tem solados bidensidade e opções de com palmilha e biqueira de aço. 

2ª. Bota Bracol

Componente da  BSB (Brazil Safety Brands), a Bracol lidera quando o assunto é Equipamentos de Proteção Individual. Há mais de 20 anos no mercado, produz com inovação e tecnologia seus produtos que cuidam da segurança de milhares trabalhadores.

Certificada, a BSB foi a primeira empresa na área de Segurança e Saúde no Trabalho a ser ter o selo ISO 14001, aplicado a empresas que obtêm um desempenho ambiental correto. Além da sustentabilidade, a Bracol garante em seus produtos o certificado da ISO 9001 e IBTeC

Destaque NEI 2020 da marca Bracol

Bota de Segurança Elástico com Bico de Aço Linha Bravo - Bracol

Os diferenciais das botas Bracol

A Bracol possui linhas de calçados de couro, luvas e botas impermeáveis para os mais diversificados setores, com produtos certificados e aprovados por órgãos oficiais de avaliação e pelo Ministério do Trabalho, seus produtos protegem contra:

  • Fadiga;
  • Piso escorregadio;
  • Umidade;
  • Cortes;
  • Contaminação;
  • Altas e baixas temperaturas;
  • Quedas de objetos;
  • Produtos químicos;
  • Contaminação;
  • Perfuração ao solado.

Principal linha de botas da Bracol

A linha Bravo carrega o cargo de uma das mais importantes e se não a mais vendida do ramo. De uso ocupacional, as botinas Bravo possuem solado bidensidade e protegem contra riscos elétricos. Protege os pés e cotovelos e é recomendada para locais de riscos levas como metalúrgicas, agroindústria, transporte, pavimentação entre outras.

3ª. Fujiwara

Também do portfólio da Brazil Safety Brands (BSB),a Fujiwara tem como slogan “Segurança é o que nos move”. Com alta representatividade no setor de Segurança e Saúde do Trabalho, a Fujiwara investe em conforto e proteção. Sua linha de calçados possui os mais diferenciados modelos, cobrindo mais de 25 segmentos em 13 linhas específicas para cada tipo de ocorrência profissional. 

Certificada pela ISO 9001, a Fujiwara é atestada pelos principais órgãos de segurança do trabalho, entregando um EPI de alto nível. Garante em seus processos, produtos e serviços estejam de acordo com os padrões estabelecidos, pela ABNT e pela IBTeC. Adendo ao seu cumprimento com o meio ambiente, também tem o certificado da ISO 14001 e cumpre com responsabilidade o uso consciente de recursos e descarte correto na natureza. 

Os diferenciais das botas Fujiwara

Com duas linhas especiais de calçados de couro e microfibra e botas impermeáveis, a marca investe em tecnologias e materiais para que todos os setores fiquem devidamente protegidos com seus calçados, algumas das inovações são:

  • Composição de fios de alta tenacidade, para resistência à abrasão e a rasgos;
  • Fresh Tech, evapora a umidade com três camadas de câmaras de ar tridimensionais e permeáveis;
  • Smartfibra, tecido de microfibra substituto do couro, protege contra agentes químicos, sujeiras, óleos e gorduras, além de lavável e hidrofugado;
  • Palmilha com fibra de aramida, não metálica, com alta resistência à perfuração.

Principal linha de botas Fujiwara

A linha Especial Fujiwara é a mais completa e de máxima proteção no catálogo da marca. Para ambientes de risco, a linha tem botas para uso em frigorífico, longas caminhadas, indústria petroquímica e outros tipos de serviço. 

Outra linha importante da marca é a Supreme, com acabamento leve, tem proteção e beleza para os industriais em geral como administração, construção civil, automobilística, e alimentícia. 

4ª. Conforto

Há mais de 30 anos no mercado confeccionando modelos de calçados e luvas, a empresa Conforto aplica conceitos de conforto e segurança em seus produtos. 

Além da certificação de seus produtos junto ao Ministro do Trabalho, a Conforto é atestada pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia do Calçado que garante a confiabilidade dos calçados. 

A marca realiza em sua fábrica testes para garantir a qualidade e resistência dos materiais, com ensaios para resistência à abrasão de solados flexões contínuas, medidas e espessuras de materiais, resistência ao desgaste de materiais, força de rasgamento progressivo, densidade e dureza de solados, resistência elétrica para calçados condutivos e antiestáticos.

Os diferenciais da marca Conforto

Há em seu catálogo os mais diversos setores produtos para os serviços da indústria e do mercado de trabalho, com linhas de sapatos separados em:

  • Casuais, para ambientes formais;
  • Branca, para a área da saúde, restaurante e limpeza;
  • Florestal, linha confeccionada para os pés e pernas de profissionais expostos a ambientes naturais;
  • Moto, para funcionários que enfrentam acidentes de trânsito;
  • Elétrica, calçados de segurança para eletricistas.

Principal linha de botas Conforto

A linha Casual da Conforto, além de uma importante confecção da marca, também empenha um de seus diferenciais. Desenvolvida para proteger e manter a elegância, os sapatos de segurança Casual foi criado para profissões como engenharia, técnicos de segurança ou gerentes, pessoas que precisam transitar pelo ambiente de trabalho e conversar com muitas pessoas. Possui diversos modelos e variados materiais para cada segmento da indústria ou administrativo.

5ª. Caterpillar

A Caterpillar é uma empresa composta por diversos grupos, seu foco principal é fabricação de equipamentos de construção e mineração, motores a diesel e a gás natural, turbinas industriais a gás e locomotivas diesel-elétricas. 

Aproveitando da tecnologia de operações da empresa, a Caterpillar criou sua linha de calçados inspirados em estilo e looks casuais para a segurança do trabalho. 

Os diferenciais das botas Carterpillar 

A Cat tem em seu catálogo botas para diversas ocasiões, e não somente botas de seguranças. Os produtos possuem certificação e autenticação com o mesmo grau de confiança que os produtos e equipamentos Caterpillar. Os calçados são confeccionado em couro e solados micro expandido.

Principal linha das botas Carterpillar

Com uma única linha de botas de segurança, a Carterlipar tem em seu catalogo cerca de 3 modelos com design diferenciados para o trabalho.

Critérios para a compra: Compare os principais fatores para a escolha da sua bota de segurança

Encontramos hoje no mercado, diversos materiais na confecção dos calçados de segurança. Apesar de algumas características semelhantes entre alguns, cada elemento e material possui particularidades e é aplicado em indústrias diferentes.

Para saber qual tênis, bota, botina ou calçado é ideal para sua função é preciso estar atento aos atributos que cada apetrecho empenha. Apontamos aqui os principais componentes do calçado e comparamos os materiais mais utilizados na fabricação:

Cabedal

O cabedal é a parte lateral do calçado que interliga a gáspea à taloneira. Fica atribuído ao solado a resistência ao rasgamento e alongamento, além de firmeza contra perfurações, corrosões e contaminações.

Veja os materiais mais comuns na fabricação de calçados de segurança:

Couro

Confeccionado de pele bovina, suína ou de caprinos, o tecido de couro passa por um processo químico e mecânico para chegar ao produto final. Tem ótimo custo benefício e é um dos tecidos mais usados para botinas de segurança pois é um:

Vantagens

  1. Tecido mais usado na confecção de botinas de segurança;
  2. Tecido com maior rigidez;
  3. Durabilidade excelente;
  4. Resistência a elevadas e baixas temperaturas;
  5. Confortáveis;
  6. Alta elasticidade;
  7. Impermeáveis.

Pontos de atenção

  1. Não pode ser lavado diretamente com água;
  2. Potencial para proliferação de microorganismos;
  3. Podem ressecar;
  4. Precisam ser armazenados em ambientes arejados, longe de umidade e com temperatura abaixo dos 25ºC.

Microfibra

esse material é confeccionado de filamentos individuais de tecidos de poliamida ou poliéster. Pode ter dois acabamentos: suede, muito parecido com o tecido Nobuck ou poliuretano, semelhante ao couro. 

Vantagens

  • Confecção de alta tecnologia
  • Antibactericida;
  • Antifúngico;
  • Protege contra agentes químicos;
  • Pode ser lavado frequentemente;
  • Tem alto poder de absorção de suor e secagem rápida;
  • 30% mais leves que o couro;
  • Elasticidade;
  • Resistência a abrasão;
  • Estabilidade térmica;
  • Protege contra respingos de solda e chamas.

Pontos de atenção

  • Precisam ser armazenada em ambiente arejado, em temperatura ambiente e sem umidade.

PVC

Confeccionado em policloreto de vinila, o PVC é ideal para ambientes de piso escorregadio.

Vantagens

  • Resistentes;;
  • Confortáveis;
  • Impede que os pés não entre em contato com produtos químicos, corrosivos, contaminantes e cortantes;
  • Evita lesões causadas por quedas, pois não escorrega;
  • Recomendado para setores de petroquímicas, mineradoras e indústrias químicas em geral;
  • Podem ser moldados;
  • Fácil manutenção e limpeza.

Pontos de atenção

  • Quanto mais moldados, mais caros os calçados ficam.

Nobuck

Parecido com camurça, o Nobuck também é confeccionado através do couro. Utilizado para múltiplas atividades profissionais, é produzido a gado a granel através do lixamento com a parte traseira do tecido, para produção final. 

Vantagens

  1. Resistência;
  2. Pouco elasticidade;
  3. Material mais barato;
  4. Respirável;
  5. Leve;
  6. Para funções de leves atritos;
  7. Indicado para indústrias com atividade recreativa e administrativas.

Pontos de atenção

  1. Não atura temperaturas extremas;
  2. Não tolera água;
  3. Difícil lavagem;
  4. Precisam ser armazenados em sacos plásticos.

Tipos de fechamento

Elástico

Sem amarrações, a bota de segurança de elástico, possui abertura flexível para a entrada dos pés. Geralmente em botas de composite ou Nubuck, o instrumento de trabalho tem a mesma proteção que a bota de amarrar, porém é menos aceito entre os profissionais.

Vantagens

  • São de fácil colocação;
  • Não é necessária a atenção constante com os cadarços.

Pontos de atenção

  • Podem soltar e sair dos pés conforme o uso

Amarrar

Preterido dos especialistas, a bota de segurança de amarrar, possui cadarço e furos para a colocação. Este modelo tem preferência dos trabalhadores, pois é mais adaptável aos pés, podendo ser amarrado conforme o gosto do funcionário, sem que solte em algumas situações. 

Vantagens

  • Ficam mais presos ao pés do usuário;
  • Menos riscos de soltar e sair dos pés;

Pontos de atenção

  • É necessário a atenção para os cadarços que podem desamarrar e causar tropeços.

Solado 

Um dos principais itens da anatomia do sapato, o solado é a parte do sapato que está em contato direto com o chão. Oferece amortecimento dos pés e são feitos para a proteção contra perfurações, objetos cortantes, químicos, atrito, choques e pesos. Os solados de segurança podem ser confeccionadas nos seguintes materiais:

Solado de Poliuretano

é um dos mais usados na confecção dos solados. Suas principais características são:

  • Durabilidade;
  • Resistência;
  • Monodensidade ou bidensidade;
  • Evita queda em pisos escorregadios;
  • Progete contra objetos perfurantes, cortantes e produtos químicos.

Na produção dos solados de PU, existe a alternativa de dois modelos: Monodensidade ou Bidensidade, mas o que diferencia esses calçados? A diferença está na quantidade de injeções de Poliuretano que é aplicado:

O solado Monodensidade recebe somente uma injeção de PU, sendo aplicado na parte interior do calçado, local de contato direto com o pé.

O solado Bidensidade por sua vez é adicionado duas injeções de PU, uma na parte interior, em contato com o pé e outra na parte exterior em contato com o chão. 

As botas Monodensidade e Bidensidade oferecem o mesmo nível de proteção ao trabalhador, porém o segundo tem maior resistência ao desgaste e proporciona mais conforto aos pés.

Além do Poliuretano, existem mais dois materiais para a confecção do solado da bota de segurança:

Solado de PVC

O policloreto de vinila, também usado no cabeçalho é usado no solado pois:

  • Tem ótima qualidade;
  • Resistente;
  • Protege contra perfurações, cortes, corrosão por produtos químicos e líquidos em geral;
  • Impermeável.

Solado Nitrílico

Para ambientes de elevadas temperaturas, o solado nitrílico é o mais indicado pois:

  • É resistência a materiais inflamáveis como óleo, gasolina e solventes;
  • Suporta até 300º C;
  • Resiste ao frio e temperaturas negativas;
  • Resistente a abrasão;
  • Resistente a materiais inflamáveis.

Biqueira

A biqueira é um compartimento que compõe a parte da frontal do calçado de segurança. Este instrumento é obrigatório em calçados de segurança para funcionários que desempenham funções em ambientes de grandes impactos, risco de cortes e compressões de objetos. 

Temos hoje no mercado as biqueiras de Aço e Composite, além dessas duas principais, há as biqueiras de plástico feitas de PVC ou poliuretano. 

Biqueira de Composite

Feita de fibra de carbono, vidro e poliéster, os sapatos com biqueira de composite empenham a função de proteção dos pés para funções que exigem o manuseio com eletricidade, pois não há a presença de nenhum material metálico em sua composição. Suas características são:

  • Resistente a impactos de de 200J;
  • Resistente a compressão de até 1500 Kg;
  • Efeito guilhotina, se parte antes de machucar o pé;
  • 51% mais leve que a biqueira de Aço;
  • Não detectável em detectores de metal.

Biqueira de Aço

A biqueira desse material é feita com produto de alta qualidade, empenha a proteção dos pés para empregados de segmentos que correm o risco de quedas de materiais cortantes e pesados. As principais atributos do sapato com biqueira de aço são:

  • Incide o risco de quedas por pisos escorregadios ou molhados;
  • Protege contra queimaduras por produtos químicos;
  • Protege de objetos pontilhados e cortantes, como pregos, vidros e arames;
  • Evita contusões por trombadas ao carregar materiais pesados.

Biqueira de PVC

Para quem empenha funções de risco leves, as biqueiras de PVC ou plástico são o suficiente. Elas não empenham a mesma função das de Composite ou aço, mas oferecem resistência e evita acidentes. O sapato com biqueira de plástico é indicado para serviços ocupacionais.

Calçado sem biqueira

Para atividades ocupacionais, como funções administrativas, o uso da bota com biqueira não é necessário. Por isso há a projeção das botas sem biqueira.

Importante destacar que o uso da biqueira é exigido em segmentos da indústria como construção civil, indústrias químicas, indústria do petróleo, metalúrgicas, agrícolas, transportadoras, mineração entre outras. 

Bota de Segurança FAQ: As principais perguntas dos usuários respondidas

Qual a diferença entre bota, botina e sapato de segurança?

A diferença entre esses modelos está na altura do cano do calçado. As botas costumam chegar na altura da canela, já as botinas vão até o tornozelo e os sapatos abaixo da linha do tornozelo.

Para que serve o calçado de segurança?

O calçado de segurança tem a função de proteger os pés do trabalhador de possíveis acidentes de trabalho. O equipamento é obrigatório em algumas funções que exigem a exposição a áreas de riscos aos pés como cortes, perfurações, contaminações, queimaduras por chamas, respingos ou produtos químicos entre outros perigos.

Do que as botas de segurança protegem?

As botas de segurança protegem o trabalhador contra impactos causados por quedas de objetos; proteção contra objetos cortantes; proteção contra contaminação por produtos químicos ou contagiosos; proteção a choques e correntes elétricos, queimaduras, temperaturas extremas e umidade.

Quais as normas para os calçados de segurança?

Por se tratar de um Equipamento de Proteção Individual (EPI), os calçados de segurança do trabalho fazem parte dos instrumentos estabelecidos pela Norma Regulamentadora da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) NR6. Nela fica determinado ao empregador a disponibilizar os instrumentos de segurança corretos aos empregadores e aos empregadores a utilizar os produtos de forma correta.

Além da NR6, a ABNT criou a NBR 20345 em especial para os fabricantes de botas de segurança, que estabelece os requisitos básicos para garantir um padrão de qualidade mínimo e oferecer um calçado completo para os usuários.

O que é a bota de segurança bidensidade?

A bota de segurança com solado bidensidade é o calçado confeccionado com solado de Poliuretano, para que ele se torne bidensidade é injetado duas injeções do polímero no calçado, proporcionando um sapato mais resistente e durável.

O que é a bota de segurança monodensidade?

A bota de segurança com solado monodensidade é o calçado confeccionado com solado de Poliuretano, para que ele se torne monodensidade é injetado uma injeção do polímero no calçado.

O que é a biqueira de Composite?

A biqueira de Composite empenha a função de proteger a parte frontal dos pés de grandes impactos, quedas de peso e perfurações. A biqueiras de Composite não possui material metálico, oferecendo proteção aos calçados de segurança dos eletricistas ou profissionais exposto tensões elétricas.

Para que serve a bota com biqueira de aço?

A biqueira de aço assim como a de Composite tem a função de proteger a parte frontal do pé de grandes impactos e quedas de materiais e perfurações.

A biqueira de aço não pode ser usada de maneira nenhuma por profissionais com a ocupação de eletricista ou de contato direto com eletricidade. Nesses casos a biqueira de Composite é indicada.

O que é o C.A em uma bota?

O C.A (Certificado de Aprovação) é um documento de aprovação fornecido Ministério de Economia, após atestado que o produto submetido a teste está apto a ser usado pelo trabalhador.

Como limpar o meu calçado de segurança?

Os calçados de couro devem ser limpos com um pano úmido e secados na sombra, a lavagem com água direta pode ressecar o tecido, estragá-lo e aumentar a chances da proliferação de bactérias e fungos. É recomendado a lavagem uma vez por semana.

Já os calçados de microfibra podem ser lavados frequentemente em água de até 60° C. Deve ser limpo somente com detergente ou sabão neutro e água. A secagem também deve ser feito a sombra, sem o uso de equipamentos para secagem, já que a microfibra tem alta absorção e secagem rápida.

Qual o valor?

O valor da bota de segurança irá variar de acordo com o material produzido, marca e objetivo de uso. Dessa forma o custo está entre R$ 40,00 a R$ 400,00.

Qual a bota de segurança mais confortável?

Assim como valor a bota de segurança mais confortável irá depender do objetivo da usabilidade, formato do pé, material e preferencias do usuário.

Um exemplo disso é quanto a amarração, existe profissionais que preferem a botina de segurança com cadarço, que permite uma amarração mais segura ao pé e os profissionais que preferem a de elástico, sendo de maior facilidade na colocação.

Qual o prazo de validade da botina de segurança?

O tempo de uso da botina de segurança irá depender do material, desgaste e conservação do calçado. Alguns materiais podem se deteriorar em cerca de 6 meses, outros podem durar mais.

É importante que o usuário e empregador fique atento a integridade da bota já que em caso de furos, rasgos, cortes, excesso de folga, desconforto e prazo de validade vencido do CA a bota deve ser trocada imediatamente.

Como consultar o CA no Ministério do Trabalho?

O Ministério de Economia disponibiliza gratuitamente a consulta do Certificado de Aprovação dos Equipamentos de Proteção, basta inserir o número do CA, selecionar o tipo de equipamento, o fabricante e o tipo de proteção. Além da validade do produto, o site mostra as características, descrição, data de emissão e outros dados do produto.

Como saber o número do CA de um EPI?

A NR6 estabelece que todo EPI deve apresentar visivelmente o nome comercial da fabricante, lote e número de CA.

Fique atento pois produtos sem o número de CA valido podem não assegurar a proteção do colaborador.

Conclusão

Entre tantos modelos e materiais de alta qualidade e características protetoras aos pés, a escolha do calçado de segurança de couro, microfibra, nobuck, PVC, com ou sem amarração, mono ou bidensidade, com ou sem biqueira de aço e composite deve ser feita com atenção, visando maior conforto, segurança, tempo de uso, períodos e possíveis acidentes que o equipamento deve evitar.

A garantia de um ambiente de trabalho mais produtivo e seguro para o funcionário deve ser assegurada e responsabilizada em prol da empresa, profissionais e ambiente de trabalho como um todo. 

Gostou do conteúdo? Comente, compartilhe, curta.
Suas sugestões e dúvidas nos ajudam a trazer mais informações úteis e melhorar a qualidade e relevância das informações.

Gostou?

Conte para a gente nos comentários!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 Replies to “Bota de segurança review 2020: Ranking das melhores marcas e modelos”

Evandro

Obrigado pelo conteúdo e parabéns! Bastante informação precisa.

Luiz Maia

Obrigado Evandro. Que bom que gostou. Estamos sempre trabalhando para melhorar nossos conteúdo, por isso, fique a vontade para comentar dúvidas, sugestões e críticas. Além disso vai contribuir para um interação legal entre os leitores.

Fernanda

Parabéns pelo conteúdo! Eu estava com dúvidas sobre as diferenças dessas botas. Toda vez que eu for comprar a bota de proteção aqui eu vou ler esse texto de vocês.

Luiz Maia

Obrigado Fernanda, conte conosco!