Meio Ambiente

A concretude das políticas empresariais de sustentabilidade e meio ambiente

julho 28, 2010
Tempo de leitura 3 min

Sustentabilidade verdadeiramente importa: as questões relacionadas à sustentabilidade estão tendo ou terão brevemente impacto material em nossos negócios, afetando todos os aspectos das operações de uma indústria. Tem o potencial de afetar cada nível de criação de valor no curto e longo prazo.

Empresas de primeira classe estão demonstrando que uma estratégia em sustentabilidade pode gerar resultados reais, criando valor para os acionistas em uma perspectiva a longo prazo, através do aproveitamento das oportunidades e do gerenciamento dos riscos derivados de desenvolvimentos nas dimensões econômica, ambiental e social na busca da melhor maneira de viver e conviver, aqui e agora.

A chave do sucesso reside na capacidade de adotar estratégias de negócios e ações que visem atender às necessidades da empresa e das partes interessadas (stakeholders) no presente, enquanto protege, mantém e estimula os recursos humanos e naturais que serão necessários no futuro.

Compreende a percepção dos princípios da sustentabilidade como ferramentas da administração do risco, elemento de aumento da competitividade e de criação de valor a longo prazo, fator de melhoria do desempenho e veículo privilegiado de valorização dos ativos intangíveis organizacionais.

“O difícil, vocês sabem, não é fácil…” já dizia o saudoso Vicente Matheus. Gaps materiais entre a intenção e a ação (reproduzir discursos sem uma discussão sobre o significado dos conceitos utilizados) se somam a necessidade de tomadas de decisões em um cenário de alta incerteza. Tais fatores incluem a evolução da legislação aplicável, novas demandas de consumidores e colaboradores e eventos no cenário internacional.

A incorporação das variáveis socioambientais nas práticas de negócios reconhece e assume o papel do setor produtivo como veículo do desenvolvimento sustentável, através da participação em instrumentos como o Pacto Global, os Princípios para o Investimento Responsável, os Princípios do Equador e o Carbon Disclosure Project.

Para uma indústria sustentável, não basta boa vontade, ideologia ecológica ou visão ambiental estratégica. É necessário definir uma política de sustentabilidade calcada em soluções técnicas e economicamente viáveis, com metas plausíveis e eficazes, onde as dimensões tecnológica, econômica e política possam avançar em contraposição à nefasta lógica do greenwashing (uma demão de verde) e do socialwashing (uma demão de filantropia travestida de responsabilidade social). Afinal, gestão socioambiental sem o investimento dos recursos financeiros necessários à sua concretude é apenas um exercício de retórica.

Outras ações seriam extremamente produtivas para a consolidação das políticas empresariais de sustentabilidade e meio ambiente: uma honesta comparação em relação às melhores práticas vigentes no mercado; consolidar estruturas melhores para entender a sustentabilidade; a construção de um padrão elevado de articulação e acordo com as partes interessadas, adotando uma postura firme, porém ponderada; a substituição de ações corretivas por posturas preventivas e pró-ativas na consertação de políticas corporativas – ações intersetoriais e integradas – consolidando um processo eficaz de articulação institucional entre as políticas de meio ambiente, recursos hídricos e responsabilidade social e, a realização periódica de acompanhamentos, avaliações e auditorias para avaliação da eficiência e eficácia das ações afirmativas de responsabilidade socioambiental.

Práticas sustentáveis, pautadas em valores éticos, eficientes, com administração transparente só alcançam o resultado financeiro desejado quando conduzido por pessoas competentes e socioambientalmente responsáveis que lideram pelo exemplo.

Crédito: Decio Michellis Jr. é licenciado em eletrotécnica pela UNESP, extensão em Direito da Energia Elétrica pela UCAM, com MBA em Gestão Estratégica Socioambiental em Infraestrutura pela FIA/USP.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/expertisenei/public_html/wp-includes/functions.php on line 3743